06/06/2009

olhos negros

Curiosos olhos negros
que trazen-me a calmaria d'alma
nas horas de tormento
não te afastes de mim!
Mantenha sobre meu moribundo ser
a oportunidade de bons sonhos
que tens oferecido compania
a minh'alma.
Para que não padeça eu
no sombrio vázio do meu quarto
assoitado pelas más lembranças
de minha vida incredula no amor.
Não retires de mim
a tua presença amigavel,
tua face serena,
a tua aura.
Que ameniza as dores
da minha carne,
adornando os meu demônios.
Olhos negros fassa-me descansar
sobre a neblina a meia-noite
banhada pelas luz da lua cheia.
Para que possa eu retornar
e oferecer-te descanço em meu braços.

2 comentários:

carol disse...

adorei esteyy

Mayraaa Barreto . : ) disse...

Nossa, muito perfeito *-*
daria tudo pra escrever assim !